Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Eventos > DESCOBERTA DE PROFESSOR DO GEOCIÊNCIAS DA UFRGS RECEBEU A MAIS AMPLA DIVULGAÇÃO MUNDIAL QUE SE TEM NOTÍCIA
Início do conteúdo da página

DESCOBERTA DE PROFESSOR DO GEOCIÊNCIAS DA UFRGS RECEBEU A MAIS AMPLA DIVULGAÇÃO MUNDIAL QUE SE TEM NOTÍCIA

Publicado: Segunda, 14 de Outubro de 2019, 21h55 | Última atualização em Segunda, 14 de Outubro de 2019, 22h04 | Acessos: 5040
imagem sem descrição.

Descoberta do professor do Instituto de Geociências da UFRGS, geólogo Rualdo Menegat, movimentou a imprensa científica mundial nas duas últimas semanas. Recebeu manchetes nas revistas Science e no Smithsonian Institute Magazine, que anunciaram que o pesquisador desvendou o longo enigma da localização inacessível de Machu Picchu, nos Andes Centrais. A partir daí, a notícia correu o mundo nos principais veículos de divulgação da ciência, como a revista alemã Spektrum, o portal australiano Science Alert, a revista Archaeology do Instituo Americano de Arqueologia, a National Geographic espanhola, entre inúmeros canais de divulgação da ciência.

Mas o impacto da descoberta não ocorreu apenas no mundo científico. Importantes veículos de comunicação de massa também anunciaram a pesquisa feita na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Desde as revistas Newsweek e a Forbes, nos Estados Unidos, ou os jornais londrinos Daily Mail e The Times, até o The Australian, ou o belga The Standaard, o finlandês IFL, o francês Future Science Le Monde, passando ainda pelo chinês Cankao Xiaoxi, o jornal de maior circulação em Beijing, ou o russo Rossiyskaya Gazeta, e até o indiano Telangana Today, a notícia correu o mundo em diversas línguas e países. O nome UFRGS foi grafado em mais de 15 línguas e 30 países. Talvez essa seja a mais abrangente e instantânea divulgação de uma descoberta científica feita por um pesquisador brasileiro. O professor Dr. Yocitero Hasui, mestre da geologia brasileira, disse que “não há paralelo na história da geologia do Brasil”.

A expressiva divulgação foi alcançada a partir do reconhecimento feito pela Geological Society of America. O trabalho do professor Menegat intitulado How Incas used geological faults to build their settlements (Como os Incas utilizaram as falhas geológicas para construir seus assentamentos) foi apresentado no Congresso Anual realizado dia 23 de setembro passado na cidade de Phoenix, Arizona. Imediatamente a Comissão do Congresso reconheceu a importância da descoberta, divulgando-a na imprensa científica mundial. Até o presente momento, a notícia foi registra em 82 veículos de divulgação científica e de massa, em mais de 30 países e 15 línguas. A UFRGS mostrou ao mundo que sua pesquisa tem nível e importância internacional, valorizando o trabalho de sua comunidade que vem sendo desenvolvendo ao longo do tempo, cujo valor é o que acabamos de presenciar.

registrado em:
Fim do conteúdo da página